Lena Lustosa
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


O Erro
 
Alcides, um senhor de idade, mudou-se para a casa nova a pedido da esposa que dizia ser assombrada a casa anterior. Mas, desde que se mudou  que Alcides não tinha sossego. O telefone tocava a noite toda como se fosse um ponto de  Mototaxi. 

Não desligava o telefone porque podia ser um dos filhos, ou quem sabe, um parente que precisasse de sua ajuda. Assim, as noites eram de tormento. 

No decorrer dos dias fez várias reclamações à operadora, que dizia está providenciando a solução para o problema ocasionado por um erro no cadastro, mas garantia que em breve estaria tudo resolvido. Somente um mês depois fizeram a correção. 

Depois de 30 dias nesse dilema noturno, finalmente seu Alcides poderia dormir em paz. 

Por volta das 23h, como estava sem sono, resolveu ler um livro. Assim que começou a campainha tocou. 

- Quem é?
- É da boate “Juventude Agora”?
- Não...  O Senhor achou essa casa parecida com boate? Viu aqui alguma placa com esse nome?
- Não... É que vim deixar meu filho e o GPS dá como sendo nessa casa o local da festa e, tem mais 10 pessoas esperando aqui fora pra entrar. 

Já era madrugada e seu Alcides continuava a informar aos pais que seus filhos não estavam ali e que a boate ficava noutra rua. Sabia de certeza que era melhor uma casa "mal assombrada" que morar ali.





Faz parte da série de contos para o meu filho gostar de ler. 
 
Lena Lustosa
Enviado por Lena Lustosa em 22/04/2018
Alterado em 22/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários